Contas da Paróquia em 2017

Apresentam-se, como resultado do trabalho desenvolvido pelo Conselho para os Assuntos Económicos (CAE)  da Paróquia, alguns aspectos mais relevantes das contas do exercício de 2017, para que os Paroquianos fiquem a par da situação económica, dos encargos assumidos e dos esforços que têm sido desenvolvidos, com a generosidade de todos, para amortizar a dívida contraída para a construção da nossa Igreja Paroquial.

Nomeado pelo Senhor Cardeal Patriarca, o CAE começou as suas actividades em Fevereiro de 2017, dando continuidade ao trabalho desenvolvido por um grupo informal de apoio ao anterior Pároco, Pe. António Colimão, na questão dos encargos da dívida à banca e à construtora da Igreja.

Presidido pelo Sr. Prior, Cónego José Manuel dos Santos Ferreira, o CAE é formado pelos seguintes paroquianos: Maria João Rouiller, Jamesson Valois, José Vaz Pinto, Joaquim Fraga, Manuel Orlando Pereira, Miguel Cordovil e Nuno Maio Martins.

O Conselho para os Assuntos Económicos é um órgão de carácter consultivo através do qual um grupo de fiéis ajuda o pároco na administração dos bens da paróquia, expressando e realizando deste modo a sua co-responsabilidade nesta tarefa.

 

 

RESULTADO DE EXPLORAÇÃO DA PARÓQUIA DE S. FRANCISCO XAVIER

ANO 2017

 

Estimados paroquianos

Tenho o gosto de informar os paroquianos de S. Francisco Xavier que o Conselho para os Assuntos Económicos da Paróquia de S. Francisco Xavier apreciou e aprovou as contas referentes ao ano de 2017, de que se salientam os seguintes principais pontos:

  • Receitas totais: 138.067,87€; Despesas totais: 145.024,84€; Resultado de exploração:  (-6.956,97€);
  • Procedeu-se ao pagamento dos encargos das dívidas ao Novo Banco e à Construtora de Vila Franca, Lda nos seguintes montantes:

Entidade

Amortização

Juros

Novo Banco

143.076,69€

83.847,47€

CVF – Construtora de Vila Franca, Lda

123.422,59€

14.928,80€

Total

266.499,28

98.7767,27€

 

  • A dívida à Construtora de Vila Franca, Lda foi totalmente liquidada. A dívida junto do Novo Banco era, no final do ano, de 1.609.615,39€. O Patriarcado de Lisboa contribuiu com 54.000€ para pagamento dos encargos desta dívida.
  • Procedeu-se à venda da casa paroquial situada em Caselas, por leilão efectuado no dia 07 de Maio de 2017, pelo valor de 270.000€;
  • A paróquia obteve como receitas líquidas extras as referentes: ao Arraial no valor de 7.797,32€ e à Quermesse no montante de 8.000€.

Aproveitando a ocasião da apresentação destes aspectos mais salientes das contas da Paróquia de S. Francisco Xavier, e em sintonia com o Conselho para os Assuntos Económicos da Paróquia, desejo agradecer a todos os paroquianos e bem assim ao Patriarcado de Lisboa o seu generoso contributo, indispensável para o pagamento de todas as despesas da paróquia e para a amortização das suas dívidas.

Agradeço também aos membros do Conselho para os Assuntos Económicos a grande dedicação e competência com que têm desempenhado as funções que lhe foram atribuídas, e estou certo de que este Conselho continuará totalmente empenhado na procura de soluções para uma amortização, tão rápida quanto possível, da dívida que pesa sobre a nossa paróquia.

A busca destas soluções, que deve continuar a comprometer todos os paroquianos, não nos fará esquecer, naturalmente, todas as outras dimensões da vida paroquial, designadamente as iniciativas de âmbito social e caritativo dirigidas aos mais desfavorecidos, que devem também continuar a merecer todo o nosso interesse e empenho.

 

Lisboa, 19 de Março de 2018, Solenidade de S. José

Cónego José Manuel dos Santos Ferreira

Pároco de S. Francisco Xavier

Imagem de S. José

A Igreja Paroquial tem agora uma bela imagem de S. José e o Menino, oferecida por um casal de paroquianos.

A imagem, benzida neste sábado, dia 17 de Março, pelo nosso Prior, foi colocada inicialmente na Capela do Santíssimo, mas depois foi transferida para o local onde se encontrava a estátua em madeira de Nossa Senhora do Restelo.

Esta última imagem está agora na entrada principal da Igreja, onde se encontrava a maqueta,  por sua vez mudada para o fundo da nave,  no lado contrário ao do Baptistério.

Conselho Pastoral

Na sua primeira reunião de trabalho, realizada no passado mês de Dezembro, o recém constituído Conselho Pastoral da Paróquia de São Francisco Xavier adoptou como tema orientador para o ano pastoral em curso (2017/2018) “Fazer da Palavra de Deus o lugar onde nasce a Fé.”

Importa contextualizar esta iniciativa. Recordamos que a Constituição Sinodal de Lisboa (CSL) publicada em Dezembro de 2016, por ocasião do encerramento da assembleia consultiva convocada em 2014, correspondendo aos desafios lançados pela Exortação Apostólica Evangelii Gaudium (A alegria do Evangelho) acerca dos caminhos que a Igreja Diocesana é chamada a percorrer em homenagem à sua vocação missionária e evangelizadora, destacou a tríplice dimensão profética, sacerdotal e real em que se baseia a sua acção pastoral, apontando como linha de orientação, entre outras, “Fazer da Palavra de Deus o lugar onde nasce a fé”.

A Palavra de Deus tem uma importância nuclear na vida da Igreja, no percurso de fé dos crentes e na construção da sua própria personalidade. Ela faz nascer a Igreja e desperta a fé em cada momento da vida. Assim, torna-se urgente recolocar a Palavra de Deus no centro das comunidades cristãs, mobilizando os recursos necessários para que seja conhecida, escutada, meditada, rezada, celebrada, cantada, vivida, testemunhada e bem proclamada (cf. EG 174-175).

Nesse âmbito, foram definidos os seguintes pontos programáticos:

«Promoção da leitura orante da Escritura e a formação bíblica», para o que podemos seguir o itinerário de lectio divina da Verbum Domini, 87, e aproveitar melhor o que a Faculdade de Teologia, o Instituto Diocesano da Formação Cristã e outras iniciativas repetidamente nos oferecem.

Assegurar «a sua presença em todos os momentos da evangelização».

Garantir «o seu papel fundamental nos processos de conversão e de crescimento na fé e de discernimento das motivações para seguir Jesus», que hão-de coincidir essencialmente com os episódios biblicamente transmitidos e assim mesmo se autenticam.

Igualmente «o seu lugar estruturante na definição dos itinerários catequéticos».

E também «merece especial destaque a homilia, baseada nos trechos proclamados e na tradição viva da Igreja».

A seu tempo, a Paróquia de São Francisco Xavier divulgará as iniciativas que pretende levar a cabo com a finalidade de dar plena concretização aos objectivos enunciados, recordando fraternalmente que cabe a todos os crentes serem instrumentos vivos da transmissão da Palavra Divina.

Cónego José Manuel Santos Ferreira

Via Sacra da Catequese

Como fora noticiado, a Via Sacra do dia 16 de Março foi da responsabilidade da Catequese da Paróquia.

Aqui ficam algumas imagens:

Confissões na Quaresma

Durante a Quaresma, o horário dedicado às Confissões é alargado em meia hora:

De 3ª a 5ª feira será das 17h30 às 18h30, sendo das 16h30 às 17h30 à  6ªfeira, antes da Via Sacra (17h45).