Contas da Paróquia em 2017

Apresentam-se, como resultado do trabalho desenvolvido pelo Conselho para os Assuntos Económicos (CAE)  da Paróquia, alguns aspectos mais relevantes das contas do exercício de 2017, para que os Paroquianos fiquem a par da situação económica, dos encargos assumidos e dos esforços que têm sido desenvolvidos, com a generosidade de todos, para amortizar a dívida contraída para a construção da nossa Igreja Paroquial.

Nomeado pelo Senhor Cardeal Patriarca, o CAE começou as suas actividades em Fevereiro de 2017, dando continuidade ao trabalho desenvolvido por um grupo informal de apoio ao anterior Pároco, Pe. António Colimão, na questão dos encargos da dívida à banca e à construtora da Igreja.

Presidido pelo Sr. Prior, Cónego José Manuel dos Santos Ferreira, o CAE é formado pelos seguintes paroquianos: Maria João Rouiller, Jamesson Valois, José Vaz Pinto, Joaquim Fraga, Manuel Orlando Pereira, Miguel Cordovil e Nuno Maio Martins.

O Conselho para os Assuntos Económicos é um órgão de carácter consultivo através do qual um grupo de fiéis ajuda o pároco na administração dos bens da paróquia, expressando e realizando deste modo a sua co-responsabilidade nesta tarefa.

 

 

RESULTADO DE EXPLORAÇÃO DA PARÓQUIA DE S. FRANCISCO XAVIER

ANO 2017

 

Estimados paroquianos

Tenho o gosto de informar os paroquianos de S. Francisco Xavier que o Conselho para os Assuntos Económicos da Paróquia de S. Francisco Xavier apreciou e aprovou as contas referentes ao ano de 2017, de que se salientam os seguintes principais pontos:

  • Receitas totais: 138.067,87€; Despesas totais: 145.024,84€; Resultado de exploração:  (-6.956,97€);
  • Procedeu-se ao pagamento dos encargos das dívidas ao Novo Banco e à Construtora de Vila Franca, Lda nos seguintes montantes:

Entidade

Amortização

Juros

Novo Banco

143.076,69€

83.847,47€

CVF – Construtora de Vila Franca, Lda

123.422,59€

14.928,80€

Total

266.499,28

98.7767,27€

 

  • A dívida à Construtora de Vila Franca, Lda foi totalmente liquidada. A dívida junto do Novo Banco era, no final do ano, de 1.609.615,39€. O Patriarcado de Lisboa contribuiu com 54.000€ para pagamento dos encargos desta dívida.
  • Procedeu-se à venda da casa paroquial situada em Caselas, por leilão efectuado no dia 07 de Maio de 2017, pelo valor de 270.000€;
  • A paróquia obteve como receitas líquidas extras as referentes: ao Arraial no valor de 7.797,32€ e à Quermesse no montante de 8.000€.

Aproveitando a ocasião da apresentação destes aspectos mais salientes das contas da Paróquia de S. Francisco Xavier, e em sintonia com o Conselho para os Assuntos Económicos da Paróquia, desejo agradecer a todos os paroquianos e bem assim ao Patriarcado de Lisboa o seu generoso contributo, indispensável para o pagamento de todas as despesas da paróquia e para a amortização das suas dívidas.

Agradeço também aos membros do Conselho para os Assuntos Económicos a grande dedicação e competência com que têm desempenhado as funções que lhe foram atribuídas, e estou certo de que este Conselho continuará totalmente empenhado na procura de soluções para uma amortização, tão rápida quanto possível, da dívida que pesa sobre a nossa paróquia.

A busca destas soluções, que deve continuar a comprometer todos os paroquianos, não nos fará esquecer, naturalmente, todas as outras dimensões da vida paroquial, designadamente as iniciativas de âmbito social e caritativo dirigidas aos mais desfavorecidos, que devem também continuar a merecer todo o nosso interesse e empenho.

 

Lisboa, 19 de Março de 2018, Solenidade de S. José

Cónego José Manuel dos Santos Ferreira

Pároco de S. Francisco Xavier