Projecto Compartilha - Testemunho emotivo de uma voluntária

Há cinco anos que sou voluntária no Compartilha.

Este projecto da Paróquia de São Francisco Xavier permite-me pôr em prática o que entendo por valores católicos de proximidade e solidariedade com os mais frágeis.

Sou feliz a participar, embora a maior parte das vezes me esqueça, lute contra o tempo ou mesmo acabe a comprar uma refeição pré-cozinhada. Sim, porque são refeições, o compartilhar um almoço de domingo por mês com outra família do bairro, a base deste projecto. Refeições que são entregues, quentinhas, na morada dos que delas precisam, por carência económica ou de atenção.

Eu sempre vi este projecto pela dimensão do carinho que envolve. Para cada família apoiada existem três tipos de voluntários: os que compram os mantimentos a confeccionar, os que os cozinham e os que transportam a refeição para as famílias.

Eu inscrevi-me como cozinheira e sou cozinheira há cinco anos neste projecto, mas hoje, pela primeira vez, em substituição da voluntária transportadora, cozinhei e entreguei a refeição solidária.

Assim, foi-me possível entrar na residência de um casal de idosos que, não tendo o telemóvel a funcionar, não sabia que seria hoje que a refeição era entregue.

Chegada ao prédio da família, no intercomunicador, eu falei que era "o Compartilha" e desci um lance de escadas onde um senhor já me abria a porta sorridente:

- Seja bem vinda! - e sorria, tocando-me a alma.

Queria partilhar aqui, onde tantos me podem ler, o afecto que senti naquele lar tão humilde onde uma senhora, sentada num banco de cozinha, já tratava do almoço.

Queria partilhar o calor com que me receberam, mesmo com o embaraço pelo telemóvel que, não funcionando, não lhes tinha permitido antecipar a minha chegada.

E queria partilhar o singelo almoço do casal que já estava a ser preparado quando cheguei: um ovo cozido, uma lata de sardinhas, uma salada de tomate e cebola (por sinal, de maravilhoso aspecto). Tudo me pareceu miniaturas.

Existe o lema " Faz o bem e não olhes a quem" mas, neste caso, senti-me grata por olhar.

Obrigada Helena Lencastre, Lúcia Barroso e João, por esta oportunidade de vida.

OBRIGADA

LUÍSA CARVALHO

___________________________

Continuamos a apelar para ofertas de alimentos não perecíveis (arroz, massa, leite, etc) destinadas ao Projecto Compartilha, podendo fazer a entrega dos bens alimentares no Secretariado Paroquial ou deixar no Baú, na entrada lateral da Igreja Paroquial.

O trabalho que fazem os nossos voluntários é de extrema importância; pela ajuda material que dão, mas também pelo conforto que levam a cada família visitada.

Não deixem de apoiar este projecto! E porque não experimentar voluntariar-se para cozinhar ou transportar as refeições?